A primeira vez que o filho da vizinha me comeu



Moro num cortiço sabe, um terreno com várias casas alugadas. Sempre fui afeminado e por isso todos sabem da minha condição sexual, não é segredo pra ninguém, claro que sofro preconceito mas quem hoje em dia não sofre com alguma coisa né? Os meninos do cortiço, geralmente os filhos da vizinha mechem comigo, mas eles mechem de uma maneira diferente, não é ofendendo, é uma brincadeira meio que safada, eles fazem isso pra provocar ou pra me testar eu acho, pra ver se eu dou o rabo pra eles, ou chupo a rola deles. Um desses moleques, o filho da vizinha que mora duas casas da minha é o que mais me chama atenção, toda vez que eu passo ele fica me olhando me comendo com os olhos, ele fala que é homem (hétero) mas aposto que se eu pedir pra chupar ele deixa. Certo dia como de costume minha mãe saiu pra trabalhar bem cedo, eu fui fazer o café mas o gás acabou, como não entendo de nada, não sei trocar o gás, decidi pedir ajuda, por coincidência o único que estava ali por perto era esse moleque, o filho da vizinha por quem eu me interessa. Chamei ele, e expliquei a que não sabia trocar o gás e perguntei se ele podia me ajudar, ele disse que sim, então eu pedi o gás e enquanto o gás não chegava ficamos conversando um pouco. Eu estava usando um shortinho bem apertado que mostrava o tamanho da minha bunda, e ele não parava de olhar e ficava pegando no pau, coçando o saco a toda hora, queria mesmo chamar minha atenção. Eu disse, – nossa, que tanto você coça esse saco, não tomou banho não? Ele disse que tinha acabado de tomar banho, que tava cheirosinho e ainda disse que se eu duvidava ele deixava eu cheirar o saco dele. Foi ai que eu falei que queria conferir se tava cheiroso mesmo, ele abaixou a bermuda e se aproximou de mim, eu abaixei e cheguei perto o suficiente pra sentir o cheiro do saco dele, minha boca encheu de água, vontade de colocar aquele saco inteiro na boca, foi ai que ele pediu pra mim chupar a rola dele. Comecei bem devagar saboreando aquele rola, ela foi ficando  dura na minha boca, nessa altura eu já tava com a cueca toda melada de tesão. O gás pra minha sorte não chegava nunca e por mim podia demorar o dia inteiro pra chegar. Chupei o filho da vizinha por uns 15 minutos, deixei o pau dele todo babado, foi ai que ele perguntou se eu já tinha dado o cu. Eu disse que sim, mas só 3 vezes, ele pediu pra mim mostrar o cu pra ele pra ver se era fechadinho, eu virei pra ele e ele foi logo roçando o pau duro no meu buraco querendo entrar. Fiquei com o cu piscando de tesão, queria aquela rola dentro de mim, ele falou que ia enfiar e eu dei permissão, ele cuspiu no dedo, passou no meu cu e enfiou o cacete no meu rabo. No começo doeu muito, eu não era acostumado a dar o cu, mas ele sabia meter muito bem mesmo sendo jovem, de certo comia as meninas do cortiço e não duvidava se também não comia outros viados. Ele me comeu gostoso por 12 minutos sem parar, parecia uma máquina de foder, paramos quando escutei o homem do gás chamar.

One comment

  1. bilantmen, hoje a melhor empresa do ramo, tude é uma delicia,

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*