Dentro do carro novinho mamou a rola grossa, deixou gozar na boca e engoliu a porra

Novinho foi pra dentro do carro junto com seu namorado, mesmo sendo a tarde e em plena luz do dia, ele e seu namorado estavam cheios de tesão e afim de fazer muita sacanagem e inclusive gravar tudo. O novinho muito guloso e com talento incrível pra mamar uma rola, fez o pau do boy ficar duro rapidamente e começou a mamar e a mamar ao mesmo tempo batendo aquela punheta sem tirar o pau da boca. O boy não aguentou de tesão, o novinho mandava muito bem na gulosa, e acabou gozando dentro da boca dele. Como estavam dentro do carro, não tinha aonde o novinho cuspir a porra, por isso ele engoliu a porra ainda quente em sua boca.

One comment

  1. Eu tinha ido passar o carnaval na casa de praia dos meus tios era a primeira vez q ficava longe dos meus pais, e aquela sensação de liberdade me deixava excitado. Minha prima Carol estava com o namorado e meus tios quase ñ saíam de casa,eu com 14 anos,ñ saia da praia e foi no segundo dia q conheci o Moacir um pescador mulato forte e peludo.Era bem cedo e o vi namorando no pequeno caos e fui até lá pra ver os peixes. Muito simpático e atencioso, o pescador foi me mostrando as diversas variedades q tinha pescado enquanto me olhava com interesse.Ele estava sem camisa,vestindo apenas um short Largo q evidenciava o enorme volume do seu pau.Depois de uns 15 minutos de papo ele me convidou pra dar uma volta de barco,no início recusei mas ele foi insistente e logo me convenceu. Depois de levar os peixes pra peixaria saímos mar a dentro,ele pilotava dentro da pequena cabine e Perguntou se eu queria aprender, nervoso segurei o timão e ele por trás foi me dizendo o q fazer enquanto eu sentia seu peito peludo roçando em minhas costas e seu pau duro pulsando na minha bunda.Com o coração acelerado fiquei imóvel curtindo aquela sensação extranha e deliciosa. O barco seguia lento ao sabor das ondas e o balançar suave fazia nossos corpos sê roçar ainda mas,logo senti sua mão na minha bunda e sua voz grossa em meu ouvido: “tá gostando?” Eu ñ sabia se ele se referia ao passeio ou à sua mão na minha bunda,mas respondi q estava adorando. Ele então foi ainda mais atrevido ñ abraçou me beijou a nuca e sussurou:”porra mulek vc é Muito gostoso” empurrão a bunda contra sua pica e mexi a bunda pra provocar
    Estavam os bem distante da praia, ele então desligou o motor e jogou a âncora, sentamos sobre uma lona na popa ele pôs a jeba pra fora e disse :” olha como vc me deixou? Agora vai ter q mamar!” Foi a primeira vez q chupei uma pica, mas fiz como se ja tivesse experiência levando o pescador a se contorcer de prazer enquanto socava o dedo bem fundo no meu cu.Depois de algum tempo ele gozou me fazendo engolir os fortes jatos de porra quente. Por longo tempo ficamos ali deitados,com suas maos enormes acariciando e elogiando meu corpo e a bunda lisa e carnuda e eu ñ largava seu pau massageando de leve e admirando o tamanho da chapeleta q voltava a crescer entre meus dedos. “Deixa eu botar no seu cuzin”ele pediu acariciando meu rosto. ” ta loco .Vai me arrombar todo com essa tora””falei ja recomeçando a chupar. “Pode deixar, vou empurrar bem devagar”falou ja passando saliva no meu anel, q piscava de tesão. Até aquele dia eu só tinha dado pra um colega da escola algumas vzs e o Pinto dele ñ era 1/3 daquela, mas eu ñ podia perder aquela oportunidade. Depois de deixar a trolha bem dura,pedi: então deixa eu sentar nela” Ele se deitou com a pica em riste,e de frente montei em sua barriga, ajeitei a cabecona no meu cu lambuzando e fui mexendo a bunda e sentando devagar. Ele ajudava abrindo minhas nadegas com as mãos , senti as pregas cederem e a chapeleta se alojou toda . Revirando os olhos dei um gritinho . “Aaiii…hummm…iissssss. q piroca é essa!?. O pescador então me puxou sobre seu peito e me beijando a boca foi bombando a pica.Quase desfalecido de prazer me entreguei totalmente ao macho, agora dominava a situação. ” humm…. q delícia de cuzin apertado…isso viadinho, mexe gostoso…rebola na pica do seu macho! Entre gemidos e gritinhos histéricos eu obedecia ja sentado sobre o saco e com a trolha toda enterrada no rabo, então passei a cavalgar num sobe e desce frenético e ñ demorou pra q ele urrasse alto: ” hummm …toma leite no cu viado…tô gozzaaannnddoooooo!!! Nesse instante tbm gozei, gozei pelo cu, lambuzando seu peito peludo sem tocar no meu pau ao mesmo tempo em q sentia as grossas veias da trolha pulsando enquanto enchia meu cu de porra. Por longos segundos ficamos ali engatados nos beijando exaustos e saciados. Por fim meu cu arrombado expulsou o intruso q saiu lambuzando de porra , sangue e merda. O safado sorriu olhando orgulhoso pra pica como se visse um troféu, logo mergulhamos pra nós lavar, a água fria e o sal fizeram meu cu arder muito, mas eu estava feliz e orgulho por ter me submetido aos caprichos sexuais daquele macho delicioso. Foi exatamente assim q fui deflorado. Durante os cinco dias q estive lá Moacir usou e abuzou de mim, e eu dele.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*