Sentei na vara do entregador de água

187 MB DOWNLOAD 



Dessa vez aconteceu comigo faz umas duas semanas. Eu moro com minha mãe e minha irmã. Meus pais se separaram faz pouco tempo. Sim mais vamos ao que interessa, não é? Como estou desempregado, fico em casa pelas manhãs e quando é à tarde às vezes saiu para procurar emprego. Então quando foi na segunda pela manhã minha irmã foi para o trabalho e minha mãe também, ela disse que quando chegasse no trabalho ligaria para o depósito para pedir água e gás que não tinha mais. Fiquei apreensivo, pois tem um dos rapazes que trás água que acho ele um gato. Primeiro vou descrevê-lo para que vocês saibam como ele é. Ele é moreno deve ter 1,78 de altura, pois é mais alto que eu, eu que só tenho 1,63 de altura, ele perto de mim fica enorme.Ele como estava dizendo é moreno, tem os olhos castanhos escuros como os meus. É forte, devidamente o trabalho pesado pegando garrafões de água e também botijões de gás.Tem um bigodinho bem safado que se segue de um cavanhaque, tem uns pêlos que saem pela gola da camisa de malha, e pra completar tem um pacote que eu sempre fico olhando, admirando e contemplando o volume, às vezes acho até que ele já deve ter percebido. E não é que o safado já tinha percebido mesmo as minhas olhadas para o seu volume, só que eu nunca tinha tipo, dado em cima, primeiro com medo dele me bater ou contar para minha mãe, e em segundo também dele querer e me fazer algum mal, como não o conheço direito não sei seus antecedentes, e a gente não deve confiar não é mesmo? Mesmo que o conheça de vista mais não conhecendo intimamente aí não sabemos o que pode fazer.Mais dessa vez ele acabou me tirando do sério e eu percebi que ele também estava afim.Bem eu estava deitado no quarto batendo uma punheta pensando nele quando batem no portão, aí eu abro e pergunto quem é, e ele responde dizendo que é a água. Para que todos entendam, eu falei que abri a porta e perguntei quem era por que moro em apartamento e pra chegar na minha casa tem que passar por outro portão, bem na verdade são quatro portões para poder chegar aqui em cima, moro no segundo andar, e devido o meu pai o meu tio que é dono do prédio decidiu colocar portões para nossa segurança, mas isso não vem ao caso. Aproveite a vida, viva grandes romances ai na sua cidade!!! Sim como estava dizendo, eu vesti apenas um short eu estava sem cueca e fui abrir o portão, meu pau ainda tava duro, acho até que foi por isso que ele percebeu. Aí abri o portão cumprimentei ele e deixei ele passar na minha frente como de costume para poder contlempar ele levando o garrafão de água, e eu vim logo em seguida acompanhando o seu rebolado subindo as escadas e vendo a sua bunda enorme, ele me deixa louco quando vem deixar água aqui, não é a primeira vez e nem a segunda, pois minha mãe é freguesa faz tempo de onde ele trabalha, até mesmo antes dele trabalhar lá. Aí eu subi a trás dele, aí ele desceu dizendo que ia pegar o botijão de gás.Aí fiquei esperando ele subir, e aproveitei e coloquei um filme pornô, hetéro para não dar bandeira, pois ninguém na minha casa sabe de mim. Aí quando ele subiu que viu o filme começou a rir, notei que ele tinha ficado sem graça.Mais também não disse nada, passou com o botijão até a cozinha e me deu a nota pra mim pagar, quando peguei o dinheiro percebi que ele tava ficando excitado, pois logo cresceu um volume dentro da calça, e ele deu uma apertada e uma pegada bem segura no cacete.E disse:- “esses filmes é massa para fazer com uma mulher que saiba fazer bem direitinho”, e deu outra pegada no pau. Percebi logo que era grande.Ai ele contou o dinheiro me deu o troco e ficou olhando pra televisão, aí e aproveitei pra pedir para ele trocar o gás, pois não gosto de fazer isso, aí ele disse que fazia. Então entreguei a chave e ele foi trocar o gás, e continuei assistindo ao filme.Como ele não tava vendo, aproveitei pra mudar a cena, para uma de sexo anal, aí quando ele voltou disse que já tinha colocado o gás, então eu perguntei se teria que pagar novamente, e ele disse que não, achei que ele estava gostando do filme aí mandei ele sentar, ele ficou meio sem graça, mais sentou no sofá, como ele estava muito suado, perguntei se ele queria água e ele disse que sim, aí eu me levantei e peguei. Quando passei por ele vi que ele tava vidrado nos dois caras fodendo a dona lá, era uma dupla penetração. Aí dei a água para ele e me sentei no outro sofá, aí ele olhou pra mim e perguntou se eu já tinha feito aquilo, e eu disse que não, eu que não sou bobo nem nada revidei, perguntei se ele já tinha feito, e ele disse que não, mais que adorava comer um cuzinho. Quando ele disse isso o meu cú deu uma latejada que quase fui no céu e voltei.Mais me contive, aí eu aproveitei e perguntei para ele. (eu)-posso te fazer umas perguntas?(ele)-pode…Aí eu ataquei novamente, com medo mais já tava percebendo o que o safado queria, aí eu primeiro fui de leve, perguntei o nome dele, pois não sabia, já fazia três anos que ele levava água pra minha casa e eu não sabia o nome dele. E ele disse (ele)-meu nome é Robson, e o seu, ele me perguntou, e eu respondi dizendo o meu nome.Clique para amor & romance em sua cidade!!!Essa foi a minha primeira tacada, bem eu já tava ganhando a confiança dele, agora fui com a segunda. Perguntei quantos anos ele tinha e ele me respondeu dizendo que tinha 22 anos, aí eu fui mais audacioso e perguntei logo em seguida da sua resposta, (eu)-é só você que tem 22 anos ou tem algo mais com 22…Aí ele deu uma risada bem safada e pegou novamente no pau e falou (ele)-não sei, nunca medi, mais se quiser medir…(eu)- posso mesmo? Ficou rindo e disse.(ele)-você mede mesmo? E eu disse que sim, aí peguei uma fita métrica e disse, coloca pra fora…Ele ficou sem jeito e falou que tinha dito brincando, aí eu peguei e disse, ah pensei que você tava falando sério… Aí ele disse que não, falou que tinha dito aquilo só pra ver minha reação se eu iria querer, mais que não faria aquilo. Aí eu peguei e disse (eu)-você tá com medo?(ele)-não, aí pegou e me perguntou se eu gostava, e eu respondi que sim.Aí ele disse que naquela hora não dava que se eu quisesse ele voltaria outra ora ou outro dia, mais naquele não, pois tinha muita entrega para fazer e poderia os patrões brigarem com ele por causa da demora. Aí eu disse, (eu)-ué o quê que tem?Eu só vou medir, ou você quer algo mais, se quiser eu te dou.(ele) não sei cara tô em meu horário de trabalho, mais não vou negar que to doido pra comer essa tua bunda faz tempo, só tinha medo de você não querer, aí eu falei (eu)-e você nem sabe quanto tempo faz que eu penso nesse teu pau e no teu corpo, deixa eu ver pelo menos medir, é rápido… Aí ele ficou olhando para mim e disse (ele)-você promete não contar para ninguém?E eu falei o mesmo, e ele disse que não contaria. Então eu comecei a passar a mão na barriga dele por cima da camisa e desci até o pau dele com minhas mãos.Então comecei a abrir o cinto, depois o botão e em seguida me esfreguei nele, e ele gostou e ficou se esfregando em mim e suspirando em meu ouvido, aí eu peguei e abrir o zíper, quando vi o pau dele dentro da cueca branca quase tive um orgasmo, pois a cueca dele tava melada, foi quando ele me confessou uma coisa que eu jamais iria imaginar.(ele)-toda vez que eu saio daqui que chego no depósito, eu corro para o banheiro pra bater uma punheta pensando nessa tua bunda, nessa tua boca no meu cacete, e eu fiquei mais excitado do que já estava. Aí eu coloquei para fora da cueca o pau dele e pude ver o quanto era grande e grossa, quando eu puxei o prepúcio para trás senti o cheiro de pau e gala ao mesmo tempo, não perdi tempo, dei uma lambida e quando fui chupar ele recuou dizendo que não, que se eu começasse a chupar o pau dele, ele iria querer me foder e não tinha tempo e nem camisinha também com ele, que se eu quisesse seria outra ora um outro dia. Então eu peguei e olhei para ele e disse (eu)-então você vai ficar só na vontade mais uma vez…E ele me disse (ele)-pelo menos agora eu sei que você também me quer e ta fim de provar, e só por essa lambida que você deu no meu cacete vejo que você gosta muito…Agora por favor, mede logo meu pau que eu tenho que ir.Então eu medi o cacetão dele, pensei que daria uns 23 ou 25 cm, mais deu 20. Aí eu ainda dei mais uma lambida no pau dele puxando toda aquela pele do prepúcio e deixando aparecer àquela cabeça enorme que parecia ser a ponta de uma flecha.Então ele se despediu de mim, prometendo voltar e eu ainda não acreditei quando ele me tomou em seus braços e me deu um beijo bem gostoso, e pude sentir o seu suor e o seu cheiro de homem macho. Ache solteiros sexy em sua cidade…de graça!!!Isso aconteceu na segunda-feira, quando foi na sexta-feira, estava eu assistindo televisão e escuto bater no portão, até pensei que fosse alguém para minha casa ou para casa vizinha, mas nunca iria imaginar que fosse ele, e fiz o mesmo que sempre faço abri o portão e perguntei quem era e ele disse:- sou eu o Robson, quando ele disse isso meu coração disparou e eu fiquei sem ação, por que se ele estivesse ali a trabalho teria dito que era da água e não disse, apenas falou que era ele, aí eu peguei a chave e fui abrir o portão, e quando cheguei lá vi ele de uniforme e eu perguntei, (eu)-o que você está fazendo aqui, veio entregar água aqui na vizinha? E ele respondeu dizendo que não que tinha ido me ver, ai eu abri o portão e perguntei mais uma vez, (eu)- você foi demitido? Ele começou a rir e me perguntou (ele)-não fui demitido, por que? Você não quer que eu fique aqui com você? Se quiser eu vou embora… E se fez que ia descer as escadas, aí eu segurei no braço dele e disse (eu)-não é isso, deixa de coisa, é que eu estou surpreso por está aqui…E ele disse (ele)-é que estou entrando de férias hoje, só volto agora em fevereiro, então eu vim me despedir de você…Por que vou viajar para Minas Gerais pra casa dos meus avós. Aí eu mandei ele subir comigo, então subimos e eu fechei o portão da minha casa, assim que eu fecho que me viro ele me dá um beijo na boca, hum que delicia! Respondi logo de imediato…Aí ele foi dizendo que ele veio me cobrar o que eu não pôde fazer na segunda. E eu me fiz de desentendido que não sabia do que ele estava falando aí ele pegou e ficou como se estivesse chateado e foi logo dizendo (ele)-se não sabe o que eu vim fazer aqui então eu vou embora, disse que queria que eu te fodesse a agora finge que não se lembra. Aí eu peguei e disse (eu)-calma…Deixa de ser besta cara, eu fiz isso só pra ver sua reação, assim com você fez comigo naquele dia.Aí eu o puxei para o quarto e fui logo tirando a camisa dele, dessa vez ele não estava com cheiro forte, estava suado, mais ainda mantinha o seu perfume. Então eu tirei sua camisa e fui passando minha língua nos seus mamilos, na sua barriga que tinha uns pelinhos bem gostosos e desci para a calça abrindo o zíper logo e fui colocando para fora pra matar a minha sede e o meu desejo por aquele cacete tão desejado, enquanto eu começava a chupar seu pau, ele ia desabotoando o cinto, abrindo o botão e me deixou mais livre para chupar seu pau, aí eu desci as calças dele e comecei a lamber e chupar seus testículos e ele gemia gostoso, gemia baixou mais gemia gostoso, sempre pedindo para eu não parar. Até que ele pegou as suas mãos cheias de calos e passou sobre os meus braços me trazendo para cima, e ficou roçando o pau dele na minha bunda, e passava a barba na minha nuca e mordia de leve minha orelha e eu gemia com ele fazendo isso, enquanto ele fazia isso comigo de costas para ele, eu aproveitava pra punheta-lo, e ele gemia junto a mim e eu também gemia bem gostoso, foi quando ele disse que iria sentir muitas saudades de mim que aquela foda seria a melhor em toda a sua vida, aí eu perguntei para ele se já tinha fodido outros caras e ele disse que só uma vez, mais que não tinha gostado, pois o cara era gordo, feio, velho e era muito afeminado e que tinha gostado era mesmo de mim e que queria me foder bem gostoso, aí eu virei para ele e comecei a mamar naquele cacetão grande e grosso, bem gostoso, ele desceu meu short com cueca e tudo e ficou passando o dedo no meu rabo até entrar os quatro dedos dele. Aí ele pegou e veio por trás de mim, abriu minhas nádegas e deu uma cuspida bem gostosa no meu cú, depois senti a língua dele passando no meu cuzinho, e eu não acreditava no que via e no que sentia também, e ele dizia que o meu cuzinho era muito gostoso e que iria me enrabar todo que ia rasgar as pregas de meu cú e eu gemia com tudo aquilo, de repente sinto ele me lamber os testículos e ir para o meu pau, eu não acreditava no que via mais uma vez, pois era muito difícil achar algum cara que chupe um cú ou o pau de outro cara sendo ele ativo, mais também não falei nada, deixei ele continuar e quando eu menos espero ele enfia os quatro dedos novamente dentro de meu cuzinho, eu dei outra gemida só que um pouco mais auto, mais ele me calou a boca com a outra mão e me perguntou se tava doendo e eu disse que não. Aí ele me disse que iria colocar o pau em mim que queria me penetrar, aí eu pedi pra por a camisinha, ele pegou a carteira e me deu uma camisinha de morango, eu então coloquei no pau dele e o resto da camisinha desci com a boca, ele achou tudo aquilo muito gostoso…O pau dele tava tão duro que já tava ficando bem vermelho já começava parecer um morango bem maduro, e sem contar com as veias que aumentara ainda mais de tamanho estavam inchadas…Quase não consegui chegar até os bagos dele de tão duro que estava e também sem contar quer era grossa, mais coloquei o resto com as mãos. Aí ele me pediu para virar de costas e ficar de quatro para ele, aí eu disse que não gostava daquela posição mais ele falou que era só pra entrar que depois a gente mudava de posição, então eu aceitei, fiquei de quatro e senti a cabeça do cacete dele procurando a entrada de meu cú. E quando ele achou, entrou de vez, fui sentindo cada centímetro sendo enterrado dentro de mim, e ele foi bombando dentro de mim devagar, pois era grosso e muito grande e a cada cm que entrava eu gemia e mordia o travesseiro, aí eu olhei pra ele e pedi pra mudar de posição aí ele tirou de dentro, senti um alívio quando saiu mais disse que queria virar de frente pra ele com ele dentro de mim, aí ele pegou e disse:- tá bom…Meteu com tudo, eu até chorei, aí eu desci da cama e a gente foi se virando até eu me sentar no seu cacete, e ele foi se deitando e eu sentindo aquela estaca me invadindo o cú, mais quando entrou fiquei um pouco mais aliviado e fui virando de vagar de frente pra ele, até que ficamos um olhando para o outro, aí me deitei sobre o seu peito e ficamos nos beijando um pouco até meu cú se acostumar e quando eu já estava acostumado ele começou novamente a bombear dentro de mim. E nossos corpos foi ficando cada vez mais suados e ele me fazia subir e descer daquele cacete delicioso até que ele me pediu para cavalgar e eu logo obedeci comecei a cavalgar naquela caralho delicioso e ficamos um bom tempo desse jeito até que resolvemos mudar, então ele pegou minha perna direita e colocou para cima e ficou me fodendo de lado, cada estocada era um tesão maior que eu sentia, e ele me falava sacanagens em meu ouvido tipo: ”vou foder esse teu rabo e te deixar sem teu aro, meu veadinho gostoso”, e dava lambidas em meu ouvido e na minha orelha. Clique para amor & romance em sua cidade!!!Até que ele disse que tava cansado daquela posição e pediu pra eu mudar pra ele ficar por cima de mim.Aí mudamos e ficamos um tempão até que eu senti minhas pernas tremerem e as suas também quererem se fechar contra minha sintura e eu lhe disse que estava gozando pelo pau e comecei a gozar e ele em seguida estava gozando junto de mim e a cada gemido que ele dava eu gozava mais até que senti meu cu latejar e acabei tendo um orgasmo pelo cu, mais foi ótima a sensação.Depois ficamos um tempo nos beijando até que fomos tomar banho e depois ele foi embora. Só verei ele agora quando voltar das suas férias.

One comment

  1. Levei vara aqui em casa do pedreiro, no ano passado, negro tizil, parrudão, ombros do cara eram bolas largas, trapézio enormes, pescoço grossão, braços e peitoral eneormes e duros, coxão, rabão, não acreditei que aquele cara só ficava assim por causa de obra, homem meio animalesco mesmo, tipo macho ignorante (jeito de falar, de se mexer, de agir e por último de foder tb, hehehe…), quando vi que o negão, 42 anos, tava me dando me dando condições e eu servindo o cara de cerveja a queijinho, só com cueca box, empenando a bundinha, pra ele perceber que bastava mandar um papo torto que eu caia de boca. O negão avançou quando eu menos esperei e virei a “putinha” dele como ele queria e direcionava, foi a primeira vez que dei em cima de um cara “hetero”, daqueles que dizem “que curtem cumer viado porque viado faz de tudo…”. Foi MARAVILHOSO, inesquecível. Sinceramente, se ele não tivesse sumido depois de ter voltado várias vezes com a desculpa de fazer “serviços” de obra aqui, eu não namorava mais ninguém, virava só o amante dele, macho exalava testosterona e fodia como BICHO! Muito bom…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*